O brasil que lucra com o turi$mo


 
O turismo, tanto doméstico quanto internacional, é um segmento que movimenta cifras consideráveis no Brasil. No ano passado, os gastos dos estrangeiros que visitaram o País de janeiro a novembro subiram2,7% em comparação com o mesmo período de 2011. A receita cambial do turismo acumulada nos 11 meses de 2012 foi de US$ 6 bilhões, contra os US$ 5,9 bilhões registrados em 2011, conforme o Banco Central. O segmento representa um interessante nicho de mercado, principalmente para estabelecimentos comerciais localizados em cidades com forte apelo turístico.

Como verão e Carnaval são atrativos brasileiros para o turismo, o lojista que vislumbra nestas ocasiões possibilidades para alavancar as vendas deve ficar atento. Afinal, o atendimento ao turista pode ser lucrativo, mas tem suas peculiaridades. Com a aproximação de grandes eventos esportivos que serão realizados em solo brasileiro – Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016 -, a expectativa de fechar bons negócios tornase ainda maior.

O instrutor e consultor nas áreas de atendimento e vendas do Senac Recife/PE, Fernando Chalegre, destaca que o atendimento ao turista estrangeiro deve primar pela atenção, simpatia e proatividade. A paciência também é um elemento importantíssimo para o processo de venda. Já a especialista em Turismo e Hotelaria do Senac Rio de Janeiro/RJ, Deise Montanarin, lembra que o atendimento deve ser hospitaleiro, respeitando as diferenças culturais. Ou seja, é preciso perceber possíveis dificuldades do turista em entender informações sobre o produto ou serviço, oriundas das diferenças do idioma e da própria cultura.

IDIOMA - Em vendas, cordialidade e simpatia são palavraschave, mas ter o domínio de outros idiomas pode fazer toda a diferença. “Claro que ter conhecimento sobre o produto é importante, mas pouco valerá se o vendedor não for educado, simpático e dominar o idioma, tendo a sensibilidade de diagnosticar o que o cliente está procurando”, frisa Chalegre. Para ele, o entendimento técnico relacionado ao produto em outro idioma também é fundamental para que sejam repassadas as informações necessárias aos turistas estrangeiros.

Apesar de também acreditar que seja indispensável dominar os termos técnicos relacionados ao produto, Deise afirma que a cordialidade pode até superar alguma dificuldade em relação à comunicação. “O cliente percebe que apesar de o atendente não dominar seu idioma, se esforça ao máximo para atendê-lo de forma a suprir suas necessidades.”

Se for necessário optar por apenas um idioma, o melhor é orientar a equipe para que aprenda inglês, que é considerado o idioma internacional. Em contrapartida, o Brasil também recebe um grande número de turistas que falam a língua espanhola, principalmente em cidades que estão próximas às fronteiras dos países da América Latina.

Copyright © 2014 Exclusivo On Line. Todos os diretos Reservados.